PÁGINA INICIAL

Alceu Maia

  "Marcelo Nami, para mim, é simplesmente um fenômeno, eu diria até que é inacreditável. Sim, foi esta a impressão que tive ao vê-lo tocando pela primeira vez: incrível. A música flui em sua alma com a suavidade angelical de anjos dedilhando suas liras. Suas composições são de sublime inspiração e tecnicamente perfeitas. Digo, sem medo de errar, que é um dos melhores e mais completos músicos do mundo. Técnica e sentimento unidos em perfeita harmonia. Ouví-lo tocando suas obras ou recriando outras canções é algo extasiante, um presente para nossas almas. Confesso que às vezes me pergunto se ele, realmente, existe... Bem, aqui no site deixo a dúvida: será que Marcelo Nami existe, será que tanto talento cabe em uma pessoa só? Depois de curtirem o som dele, certamente dirão que sim, cabe! Mas... será que ele existe?"

Rildo Hora

“Tive o prazer de conhecer e ouvir Marcelo Nami na Cia dos Técnicos, no Rio de Janeiro. Não foi difícil perceber que eu estava diante de um músico diferenciado. Virtuosismo, sensibilidade e bom gosto harmônico credenciam Marcelo Nami a ser um músico de carreira brilhante.”  

Jorge Glem

“Quando conheci Marcelo, me dei conta imediatamente de que, além de ser um grande músico, ele é uma pessoa que irradia luz com suas notas e maestria. É a combinação perfeita de técnica e alma. Definitivamente Marcelo é o reflexo do que algum dia eu quisera ser.” 

Francisco Araujo

  "O novo CD de Marcelo Nami, "De volta", com certeza será um marco histórico
e uma inovação para o repertório violonístico brasileiro e mundial. Marcelo é um artista que tem um estilo inovador
e uma técnica singular, e ele tem demonstrado isto
em composições como o OVO da MOSCA e PAQUITO. Uma das qualidades intrínsecas dos virtuoses do violão brasileiro é que,
além de virtuoses, são ótimos arranjadores, compositores e intérpretes;
mas é preciso notar que nem todo virtuose é criativo. Nami, além de emérito virtuose, é criativo
e acima de tudo é um estilista, um grande intérprete
e se enquadra entre as espécies raras
da história da arte e do violão brasileiro."